O fenômeno do crescimento das redes sociais está sendo acompanhado por outra grande tendência quanto ao conteúdo desses meios, esta mais danosa, as “fake news”. O espaço cada vez mais influente e abrangente das mídias sociais está sendo ocupado por uma quantidade preocupante de fontes duvidosas, boatos espalhados como fatos e notícias distorcidas ou mesmo completamente falsas.

Não só as pessoas devem ter cuidado com as informações compartilhadas nas redes sociais, mas as empresas e marcas também devem se proteger desse tipo de conteúdo, que pode ser altamente prejudicial para os negócios.

Neste post, abordaremos os dois principais cuidados a serem tomados para minimizar, e quem sabe anular, os péssimos efeitos das “fake news” para sua marca.

Monitore o que falam sobre sua marca e sua área de atuação

Já falamos aqui sobre o social listening, a prática que lhe permite explorar o que é dito sobre sua marca nas mídias sociais e utilizar essas informações filtradas para impulsionar determinados conteúdos, investir em certos públicos e monitorar a reação de seu público-alvo.

Além de tudo isso, o social listening também pode ajudar sua marca na luta contra as fake news. Isso porque o monitoramento de conteúdo permitirá que você veja com clareza que tipo de mensagem está sendo disseminada a respeito de seu negócio, e se uma notícia enganosa sobre sua marca ou sobre sua área de atuação começar a se tornar relevante, é essencial agir com rapidez e precisão na hora de administrar este momento de dificuldade.

É muito comum que grandes marcas publiquem comunicados oficiais ou mesmo ações mais incisivas frente a eventuais escândalos ou fake news. A Coca-Cola, no final de 2013, postou um vídeo em seu canal oficial mostrando todo o processo de produção do refrigerante e reafirmando a plena higiene e segurança nos procedimentos. O vídeo foi publicado no contexto de uma notícia em que um homem afirmava ter encontrado um rato em uma garrafa de Coca-Cola, inclusive movendo ação judicial contra a empresa. A ação foi julgada improcedente (vitória da Coca-Cola), e as perícias apontaram “fortes indícios de fraude” por parte do homem.

Atenção ao conteúdo compartilhado em nome de sua marca

Tão fundamental quanto manter os olhos abertos às notícias e aos boatos que circulam nas mídias sociais sobre sua marca, é redobrar a atenção aos próprios conteúdos que as páginas oficiais de seu negócio publicam.

É comum, especialmente para marcas que não produzem conteúdo próprio em blogs ou portais, que compartilhem conteúdo de terceiros, a fim de promover produtos e ideias. Portanto, é essencial que se tome os mesmos cuidados de sempre antes de compartilhar algum conteúdo: checar a credibilidade da fonte, ler a notícia na íntegra, se certificar de que este mesmo conteúdo está sendo publicado por outros portais de confiança, etc.

Nesse contexto, pesquisa publicada em 2017 pela Origin (companhia de pesquisa de mercado)  revelou que 59% dos entrevistados afirmaram que parariam de comprar produtos de uma marca que compartilhou conteúdo falso.

Além disso, os critérios “verdade”, “autenticidade” e “transparência” ficaram entre os mais valorizados pelos consumidores, apenas abaixo do quesito “qualidade”, o que demonstra o enorme peso que construir mídias sociais de credibilidade possui.

Foto by rawpixel em Unsplash

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *